Dá pra ficar sem sexo?

Fazer sexo é bom. Não, é ótimo! É origem da vida, fonte de energia, faz bem para a pele, para o cabelo, relaxa, combate o estresse, o mau-humor, cura dor de cabeça, dor nas costas, faz qualquer um esquecer até a falta de dinheiro e a derrota no futebol!

Sexo é uma energia tão forte que pode arruinar um casamento (ou dois). Pode ligar duas (ou várias) pessoas. E também pode afastá-las.

Muitas pessoas, quando pensam na velhice, em problemas de saúde ou em ficar distante do(a) companheiro(a), uma das primeiras coisas que vêm à mente é o SEXO. Como ficar sem esta explosão de felicidade, esta onda que percorre o corpo em segundos?

E dá para ficar sem?

O sexo é – e sempre será – tema de incontáveis tramas de filmes, histórias e estórias. Até o lobo mau “comeu” a vovozinha!

Por falar em vovozinha... eis uma história incrível.

Uma professora aposentada de 65 anos decidiu que não morreria sem fazer sexo. Algo que ela não apreciava há trinta anos! A coitada ficou sem este deleite a partir dos 35 anos!

Jane Juska (foto) tentou trilhar os caminhos convencionais: bares, restaurantes e nada. Partiu para algo mais direto. Colocou um anúncio no jornal e recebeu mais de sessenta respostas. Saiu com quatro. Os parceiros tinham entre 32 e 82 anos. O mais novo, ela jura que era a cara do David Duchovny, o Fox Mulder do Arquivo X.

Talvez seja esta atitude que levou Jane a, hoje, ser uma mulher feliz e já ter vivido mais dez anos (por enquanto). Aos 75 anos, ela garante que continua assídua, mas não precisou mais de anúncios.

Jane Juska publicou estas aventuras em um livro, Uma Mulher de Vida Airada – Memórias de Amor e Sexo depois dos 60 (Editora Rocco). Além dos encontros, Jane fala de sua vida e suas escolhas.

Ainda não li, mas admiro a coragem desta sexagenária de assumir seus desejos e não se abater pela idade. Afinal, sexo tem idade para começar, mas não para acabar.

(fonte: Revista Época, 27/11/08)

Comentários

Junia disse…
Eu li a reportagem falando desta senhora. Aliás, um exemplo que acerta na cara de machistas, especialmente os velhotes que se acham no direito - eles sim - de encontrarem garotinhas para lhes servir e "amar".
Mas o melhor nao é a reportagem e sim a frase que você colocou:

"Sexo é uma energia tão forte que pode arruinar um casamento (ou dois). Pode ligar duas (ou várias) pessoas. E também pode afastá-las."
(Simplesmente espetacular!)